11/26/2008

Vida e obra de Lápis em exposição no Guaíra

Jornal do Estado/Bem Paraná



Memória, Saudade, Papel e Lápis reúne material histórico sobre o compositor paranaense


Material sobre o compositor podem ser vistos na internet e no Teatro até sexta-feira

Amigos, músicos e admiradores participaram no lançamento do material histórico sobre a vida sobre o compositor paranaense Palminor Rodrigues Ferreira, o Lápis, na semana passada.
Agora, além do acervo disponível na Internet, no site www.teatroguaira.pr.gov.br, alguns objetos poderão ser apreciados pelo público no próprio Salão de Exposição, ao lado da bilheteria do Guairão. Fazem parte do material catalogado pelo Teatro Guaíra: documentos pessoais, fotografias com a família, de espetáculos e com outros artistas; material em áudio com a voz do compositor, vídeos com homenagens e outros objetos que relembram fatos da vida de Lápis, instrumentista e cantor paranaense, que marcou época na história da música em Curitiba, nas décadas de 60 e 70.
Na semana passada, a homenagem prestada ao compositor paranaense falecido há 31 anos, reuniu familiares, amigos e autoridades. Alguns artistas presentes participaram da homenagem interpretando canções compostas por “Lápis” e seus parceiros.

Serviço
Memória, Saudade, Papel e Lápis. Até dia 28/11, das 9 às 17h. Guaira (Praça Santos Andrade)

Um comentário:

adri disse...

quem gosta de música tem que conhecer esse cara. ele é muito importante na história da música paranaense. e, claro, como quase sempre, quase ninguém sabe. o curitibano é um bichinho engraçado: torce o nariz se alguém se atreve a criticar sua cidade, mas é o primeiro na fila da ignorância de sua própria história. e ainda enche a boca pra falar o absurdo que aqui não acontece nada. prefere ficar reclamando da mídia, jogando a culpa e a responsabilidade que é sua nas costas sempre do outro. como isso me irrrrrita!!!