2/25/2009

deixe-me descer na mesma estação que ele escolher

Acabei de ter de escrever um comentário sobre a grande estréia mundial de amanhã, da banda Hotel Avenida, com o Gian Rufatto, claro. E novamente fico cara a cara com a minha dificuldade de escrever sobre coisas tão próximas. Tudo bem que, desta vez, a história não é TAO próxima quanto outras foram. A primeiríssima coisa legal, pra mim, foi ver o ivan feliz com um novo parceiro musical (mesmo que isso tenha se traduzido, muitas vezes, em menos tempo pra mim, fazer o que? A vida não tem que ser perfeitinha pra ser perfeita. E eu prefiro assim: o ivan debruçado na “Helena” ou diante do computador do que com aquele silêncio difícil escapando pelos olhos).

Outra coisa muito legal, é ver o ivan e o rubens tocando juntos novamente. Pra quem não sabe, o Rubens “era” d'OAEOZ, mas saiu bem quando a banda nasceu. Coisas da vida. Tantos foram os ensaios para que voltassem a tocar juntos. Tantas foram as vezes, em volta de uma mesa regada a cerveja´, com o igor junto, em que os ouvi lembrando músicas daquela época e planejando reviver o dusty (a banda de antes). E tem alguma coisa de diferente no Rubens. Eu não sei o que é, mas acho que a vida andou deixando outras marcas largadas por ele.

Agora, veio o Gian! Esse guri é foda. E pega, quase de uma vez, Ivan, Carlão e Rubens K. O Eduardo conheço muito pouco ainda, mas já gosto da banda que ele tinha no recife, Catarina Mina, soube neste final de semana (to com link dele no my space na tela, pra ouvir). E ele gosta de bandas que brincam também, não se levam só à sério. Dá pra ver que a coisa é pra valer nas expressões deles, acertando detalhes de compassos e notas adiantadas, lembrando e criando outra coisa. E o ivan com as baquetas (!!???)

Pro ivan, o Gian arejou a vida musical, numa fase em que OAEOZ nem parece existir mais. Tirou muito das responsabilidades que pesavam sobre ele e o deixou mais livre, até pra brincar mais. E é perfeito que o carlão tenha embarcado junto na viagem. Fiquei um tempão sem ouvi-lo e gosto dos sons de sua guita (quase) nova. Ela nos chama pra ela – e pra mim isso não é pouco, porque sou muito ligada nas letras.

Bem, amanhã é dia de show. Dos bons, pude pressentir no primeiro ensaio que curti. Era pra já ter outro vídeo aí, como o ivan não colocou ainda... “Reza” é uma das minhas canções preferidas: esse refrão me pegou desde a primeira vez, apaixonado, gian... "por favor, deixe-me descer na mesma estação que ela escolher".
See you tomorrow. (adri)

3 comentários:

rkjazz disse...

é a idade, adri, hehehehe. tamo lá no show. bjo.

Ivan disse...

"a vida não tem que ser perfeitinha pra ser perfeita" é ótimo. é isso aí. como diz o rubens, que venham as hordas!

giancarlo rufatto disse...

não precisa ser perfeitinha, mas tambem não precisa ser todo esse dramalhão.