6/25/2007

Impossibilidades no disco da semana do Revoluttion


"A expectativa por um grande álbum é atiçada pela empolgante faixa título deste primeiro single, um poderoso rock que abre com uma linha de baixo marcando a melodia, traz uma bateria galopante, guitarras altas entupindo os dois canais de saída de som, e o vocalista Ivan Santos cantando até onde a garganta parece agüentar."

Marcelo Costa, no Revoluttion

então.
vai lá e veja a resenha completa do single

5 comentários:

rkjazz disse...

massa!! a invasão dos cds bacanas na "pobre cidade nem tão bela". tava com saudades da dona adri "que tá viva" perin. é isso ae, bota mais duas pedras no meu gim. grande abraço, malucos.

adri disse...

pô, esses caras são foda... quando ouço o programa dá uma vontade de voltar a encarar um horário em rádio... eles parecem tão a vontade.
E foi muito legal ouvir pessoas que a gente nem conhece falando (bem) d'OAEOZ. é parece que é sina, oaeoz sempre é muuuuiiiiito mais "notado" e ouvido, com certeza, por pessoas de outros lugares que não curitibA. Aqui, a gente tem os amigos, claro, mas é bom ouvir outras opiniões, até em rádio, já que aqui é só silêncio.... dá-lhe OAEOZ. que venham outros discos, outras músicas tão intensas, pulsantes e com letras muito fodas de se ouvir, incômodas; que parecem cutucar a alma acomodada da gente, do mesmo jeito que um la carne, um íris, um sofia, blanched, deod, pra citar só algumas, fazem comigo. são bandas capazes de jogar a gente no chão com uma canção, nunca sem depois, de alguma forma, nos fazer conseguir levantar a cara outra vez e encarar a manhã que começa, mesmo que ela nem mereça um sorriso no rosto.
Parabéns OAEOZ. Tô esperando os outros dois discos (q e já sei que só têm as tais músicas muito foda de engolir...).

adri disse...

eu de novo...
aê rubens... também curti e também tava com saudade... dos ensaios, dos amigos, de uma bebidinha....e é bom saber que faço falta (risos)...

Ps. os caras do post de antes são os programa de rádio de Franca. E o comentário do marcelo, só reafirma o que eu disse.

rkjazz disse...

pois é... é que os "curitibanos" ouvem sim, mas fazem de conta que não é com eles. triste isso. bjo, dona "de Inverno".

Ivan disse...

é por aí Rubens. tanto que tem aquela piada de que o curitibano é aquele cara que quando pega a mulher com outro não fala nada porque ele não conversa com estranhos.