6/05/2008

Dolores


"a gente briga
diz tanta coisa que não quer dizer
briga pensando que não que não vai sofrer
que não faz mal se tudo terminar

um belo dia
a gente entende que ficou sozinho
vem a vontade de chorar baixinho
vem o desejo triste de voltar

você se lembra
foi assim mesmo que se deu comigo
eu tive orgulho e e tenho por castigo
a vida inteira pra me arrepender

se eu soubesse o
naquele dia o que sei agora
eu não seria esse ser chora
eu não teria perdido você"


como diria uma amiga especial "que triste e lindo, destino, ah, que triste e lindo"

entre os discos que recebi nos últimos tempos está um tributo a Dolores Duran, autora dessa devastadoramente sincera letra, no disco cantada por Fagner, que com sua voz característica até tira um tanto do peso, mas a letra se basta..e me faz não querer mais parar de ouvir música...
uau, e agora entrou algém que já vi, Alaíde Costa, com Ternura antiga, cantando assim: "ai, a rua escura, o vento frio/ esta saudade, este vazio/esta vontade de chorar (...) sim, eu não te amo porque quero, se eu pudesse esqueceria..."
caralho.... aliás, quando penso na música Castigo, que reproduzi acima, é em Alaíde Costa que lembro. Devo te-la ouvido cantar no seu que vi no Original. e agora, é Claudete Soares, quem canta pra mim... faixas maravilhosas estão neste disco

2 comentários:

igor disse...

meu, nao sei se existe isso na net, mas tenho um vinil que é muito bacana com o lucio alves interpretando . é foda.

igor disse...

achei. sempre tem um maluco fazendo o trabalho sujo hehe. nao testei link , vou ver em casa, mas se rolar, baixa que vale a pena. só pra ter uma ideia , no violao é o baden powell. esse disco é ducaralho. abç

http://brasilseresta.blogspot.com/2007/12/019-lucio-alves-interpreta-dolores.html