7/09/2016

As Aventuras de Juju: "Juju Caramelo" é nome de chacrete

Mia é mais nome pra gato que pra cachorro, logo de cara concordamos nisso e deixamos rolar para ver que nome surgiria. Nem sei direito porque ficou Juju, mas o Caramelo bateu na hora que o veterinário escreveu a cor dela.  Juju Caramelo podia ser nome de chacrete, tasquei na hora. E ficou. Ela nem parece ter notado a mudança. Foi mesmo muito incrível a rapidez com que ela se misturou ao nosso ambiente, como se nunca tivesse vivido em outro lugar. 
Aqui, vídeo ela tinha acabado de chegar, estava dando o primeiro rolê pelo quintal e alucinou,né?!
video


Aprendeu tudo muito rapidamente e faz uma cara de jupira quando apronta ou me enche muito o saco querendo me morder – na sua compreensão de mundo, brincar comigo não é possível sem usar os dentes! – e me olha de baixo pra cima... ‘mó sem vergonha! A verdade é que ela choraminga mais comigo, faz manha.  Não lembro da Baby ser assim. Nem o Dogui. Ivan diz que sim, Baby chorava também, mas eles, ao contrário da Juju, ficaram fora de casa a maior parte de suas vidas. 
Acontece que a Juju chegou aqui em uma das semanas mais frias dos últimos anos. Como deixar ela no canil, sozinha logo ao chegar aqui? Assim, ela foi ficando e montamos, inicialmente, uma barreira no meio da sala para iniciar a aproximação mais delicada desta história, com as gatas Moli e Chanel, que estavam donas do pedaço. 







Já curtiu um som,  inclusive ao vivo, e faz festa quando vai pra sua casa – quero ver se vai ser assim quando tiver que passar noite lá. Prevejo estresse, mas tudo bem, vamos aproveitar o momento  filhote. Já estabelecemos uma certa rotina. Tem que acordar e brincar com ela, um pouco, não tem jeito. Ela vai ter que aprender que gosto de ler e com livro na mão ela tem que sossegar.  Uma das técnicas é ir para o canil dela que tem um espaço e aproveitar o solzinho numa cadeira lá dentro com os brinquedos dela espalhados para ela se distrair. Não dura muito, tenho que dizer. Em dias de trabalho, ela parece já ter notado que se insistir em querer me tirar do computador vai levar porta na cara, sim. Mas, é engraçado porque bastam uns 5 minutos de manha e quando olho ela já está distraída com alguma coisa no quintal. E assim fica até o final da tarde quando volta ao ataque, exigindo que eu saia do computador. Se não saio, deita embaixo da mesa de trabalho macambuzia e morde o encosto pros pés novinho que o Rubens fez. 


Já sacou também minhas movimentações quando vou sair de casa. E daí faz uma marcação ainda mais em cima.  Mas, já sabe também que nestes casos vai ficar no canil. E fica. De nossa parte, brincar é preciso, para gastar a energia da pirralha e ela ficar sossegada a noite! rsrs. E como cresce essa guria!! 





Nenhum comentário: