8/06/2008

Para ouvir, ver, ler e comprar artistas alternativos

Site Bacana, do jornalista Abonico Smith, passa de revista eletrônica a Portal e selo virtual

Iaskara/Divulgação

Jornal do Estado

Adriane Perin

Em uma semana com várias boas novidades para quem vive no mundo alternativo da música, mais uma boa nova nos chega hoje. A revista eletrônica Bacana, criada pelo jornalista Abonico Smith em 2003 ampliou seu leque de atuação e inicia na próxima sexta-feira a nova fase, agora como portal e selo virtual. O selo entra em ação com o lançamento do disco da banda Babies. A entrada no ar do Mondo Bacana é no dia 8/08/2008, data cabalística, que marca o início de vários projetos no Brasil e no mundo – como por exemplo o novo Trabalho Sujo, do também jornalista Alexandre Matias.

Bem humorado, Abonico parece com fôlego renovado. O jornalista especializado em música, é o criador do caderno e do Prêmio Fun, na Gazeta do Povo, de onde saiu em 2001. Desde então, ele vinha se dedicando ao Bacana e ao trabalho na pauta de televisão. Agora, garante, será uma fase mais estrutura do projeto. “A pessoa vai ouvir, ver, ler e poder comprar o artista alternativo, nacional e internacional, independente de estilos”, diz e explica que o alternativo não se refere apenas ao que está fora das grandes gravadoras. “Posso falar de artistas de majors que tenham origem alternativa. A idéia é servir de filtro, porque hoje os 40 milhões de usuários da internet, só no Brasil, geram muito conteúdo e é difícil separar o joio do trigo”, observa.

E o portal não será apenas de música, vai ter textos sobre cinema, livros, RPG e moda. Um diferencial em que Abonico aposta são as Biografias feitas por ele – aliás ele vai fazer praticamente tudo neste começo, mas está aberto a colaborações. “Não existe site no Brasil de biografias musicais com textos autorais. O primeiro vai ser na Amy Winehouse”.

Entre os canais disponíveis vai ter também os blogs. Entre os nomes já confirmados tem a gaúcha Clarah Averbuck; o carioca radicado em Curitiba Rodrigo Brownie, para tratar de de MPB; a jornalista Bárbara Magalhães, conversando com as mulheres e mães modernas e notícias de Londres. “São blogs autorais e exclusivos”, ressalta o jornalista. Vai ter ainda o Fórum - com espaço para comercializar instrumentos -, entrevistas em vídeo e videoclipes. Essa parte, explica Abonico, vai entrar aos poucos, assim como o projeto da Rádio on line, que inicialmente vai apenas tocar músicas, sem uma programação. O visitante também vai poder montar seu próprio Mondo Bacana. “Vai poder fazer sua própria página, criar relacionamentos”, conta, animado.

Selo — A banda que abre o selo, Babies, apresenta seis músicas, entre as quais uma versão, bem fiel, de “Sonho de Ícaro”, já ouvida e aprovada por Biafra - cujo jeito de cantar, aliás, me pareceu uma influência do vocalista da Babies, numa primeira ouvida, ainda rápida, da versão entregue à reportagem. O lado musical deve ser o forte do portal. Semanalmente, o usuário vai ter o Free Download, que disponibilizará uma música gratuita por dia, por 24 horas. “O Los Hermanos vai lançar DVD dia 28 e tô fechando para soltar uma faixa”, adianta.

Abonico está muito entusiasmado com o projeto no qual vem trabalhando, junto com o publicitário Guilherme Boni, que fez toda a parte de programação e vai ficar encarregado de cuidar também da parte de marketing. “Para manter não tem nenhum investimento fora o que eu mesmo aplico. É cem porcento independente”, diz Abonico. O custo, comenta, não é alto. E Abonico conta com os muitos bons contatos feitos ao longo de sua carreira de jornalista especializado em música, que em momentos como este se tornam mais preciosos ainda, porque para concretizaar a proposta é preciso ter textos que façam mesmo a diferença.


Abonico mergulhou no mundo virtual antes dele se tornar uma mania. Desde 1999 ele chafurda pelas conexões e tem internet em casa desde 95, “quando ainda demorava 30 minutos pra carregar páginas e o e-mail era utopia. O google nem existia”.

Sobre o portal, uma última palavra. A coisa toda engrenando e ganhando seu ritmo, Abonico não descarta a possibilidade da TV Bacana, em um futuro nem tão distante assim.

5 comentários:

igor disse...

muito legal essa "transformação" do bacana. BACANA! ah, e o museu independente - musin - tá organizando o catalogo da musica paranaense , e recebe material ate dia 19 de setembro.

www.myspace.com/nerirosa disse...

Eu desisti de enviar e-mails pro abonico. o UV esta aí pra vc divulgar a revista. me liga seu puto! 9971-5693

André Ramiro disse...

hola muchachos,
ruído/mm reestréia hoje, no wonka.
porra, ivan, vc vai discotecar, então chega lá carajo!
estreia do rubens e do rafael martins.
bora!

giancarlo rufatto disse...

o ivan discotecando?

q moderninho...

Ivan disse...

só você e a Adri pra acreditar nisso, Gian.