12/22/2009

Tempo, tempo...

"Hoje, a grande maioria dos meus amigos se parece muito pouco com o que eram há quatro anos. Para o bem e para o mal, viraram gente que se resignou em um mundo que passa longe de seus sonhos - e têm pra si que não há mais nada a fazer além de maximizar o tempo livre e o dinheiro a ganhar."

do blog do Fernando Lalli.

5 comentários:

Panda disse...

É... o mal do mundo moderno!
Felizmente eu posso dizer que, apesar de fazermos parte do sistema (estudar, trabalhar, suar pra pagar as contas) sempre demos um jeitinho (eu e Bruno) de colocar nossos sonhos na risca, e até agora podemos dizer que temos realizado a maioria deles!!! Também os sonhos se alcançam somente depois de muito esforço, e por que não dizer, uma dose de sorte e outra de merecimento. Senão sonhar não passa nunca da qualidade de "sonho"... sonhos quando se tornam realidade, são geradores de sonhos maiores! O importante é sonhar, sim, mas principalmente, agir para tornar seus sonhos parte real de sua vida.

Meus queridos Ivan e Adri! A vocês que me ajudaram a acreditar e a realizar um dos meus muitos sonhos, desejo um 2010 cheio de saúde, sorte, alegrias, enfim, tudo que vocês merecem! Um beijo grande!

Ivan disse...

Com certeza Xanda. Sonhos, sem ação, são apenas ilusões. Bom mesmo é sonhar e realizar.

Pra vc e pro Bruno, também nossos protestos de estima e consideração (rs). Tudo de bom e que possam vir nos visitar mais vezes pra gente colocar as fofocas em dia e ouvirmos o Criaturas ao vivo de novo, né, quem sabe.

bjs

adri disse...

ah Xanda, como é a vida... nunca fomos amigas amigas de convivência diária, não frenquentamos a casa uma da outra, nem chegamos a trocar confidências... essas coisas que sempre achei que fazem as amizades fortes. nosso elo foi outro, veio da realização de alguns de nossos sonhos que se encontraram em algum ponto. sempre achei que amigos têm que estar por perto, mas também tenho aprendido que alguns deles seguem firmes mesmo estando longe, conectados por um tipo de sentimento que nem consigo explicar, mas que tem a a ver com o que sinto quando ouço a sua música, quando leio o que escreve. é acalentador um sentimento (e palavras como as suas) nesses tempos de amizades on line. continuo sendo uma pessoa que precisa dos outros por perto, mas to aprendendo a lidar de um outro jeito com a distãncia, até porque, o tempo deixa isso muito claro, quem a gente acha que tá perto, pode estar tão longe, sem que a gente se dê conta. E os que estão longe às vezes parecem tão mais próximos. Termino mais um ano com menos amigos por perto, mas continuo certa de que os que estão por perto (e não estou falando só do que estão aquina cidade, ainda) são os que valem mesmo a pena. O tempo ensina a gente, agora entendo bem melhor o que tantas vezes ouvi. quando estava na faculdade a gente dizia pra amigos que foram (e continuam pra mim) muito especiais algo que faz tempo que não digo pra ninguém: "te amor de amor", guria. Que 2010 traga o que espera - e algumas surpresas, né. bjos pra ti e pro Bruno.

Panda disse...

Adri, minha linda! Se você soubesse quantos amigos eu tenho e que estou há mais de ano sem falar... acho que um fator da verdadeira amizade, da amizade madura, é justamente este: a não necessidade de estar a toda hora se vendo, se falando, se ligando, como eram as amizades na adolescência! Saiba que mesmo com toda a distância, trago um carinho e uma admiração muito grandes por vcs, esse casal roqueiro, simpático, batalhador, talentoso, enfim... é coisa de fã! E todos os momentos que tive a sorte de compartilhar com vcs foram inesquecíveis, suficientes para cativar um sentimento de amizade e gratidão por tudo que fizeram por nós. Torço muito por vocês e tenho muitas saudades! Você e o Ivan são pessoas inspiradoras! Sou fã e ponto. Te amor de amor também! Vcs tem skype?

Helena Reis disse...

Olá,fiz uma prova de redação e tinha esse texto lá.Na bibliografia estava :deinvervo.blogspot.com
vim ver.
voces estão chiques hein?hahaha
e era prova bimestral.
adorei o blog.
beijos e parabéns.